siderurgia-4-0

Siderurgia 4.0: oportunidades e desafios para o Brasil

As novas tecnologias permitem às empresas automatizar uma série de ações, de forma a tornar processos mais assertivos. Com isso, é possível ter mais qualidade e padronização nos processos. Desse modo, a siderurgia 4.0 é uma consequência dessa revolução tecnológica.

O diferencial competitivo de uma empresa depende de um conjunto de estratégias. Na indústria, o setor passa por uma série de mudanças que lutam por mais inovação e sustentabilidade. Um grande exemplo disso é o uso do aço verde como forma de estabelecer políticas que propagam o movimento de descarbonização.

Seja como for, é interessante conhecer os recursos inovadores, no intuito de aproveitar oportunidades e vencer desafios. Portanto, permaneça conosco e saiba mais!

O conceito de siderurgia 4.0

A indústria passou por várias mudanças ao longo dos anos. Tudo começou com as mudanças de fontes de energia não humanas até a chegada de tecnologias no ambiente produtivo. Atualmente, as empresas do setor ainda passam pela quarta revolução industrial.

Portanto, um período em que máquinas e operários se integraram em busca de valorizar um ambiente de inovação e produtividade. Certamente, essa é a principal base da siderurgia 4.0. Ao passo que a Inteligência Artificial (IA) e a Internet das Coisas (IoT) são algumas ferramentas usadas nessa nova etapa.

Afinal, as máquinas inteligentes têm o papel de dar mais autonomia e qualidade na prestação de serviços. Em outras palavras, a empresa investe nesse processo revolucionário na intenção de melhorar o desempenho do fluxo de trabalho, bem como alcançar com maior facilidade outro patamar de competitividade no mercado.

As oportunidades e os recursos para considerar no setor

As novas tecnologias da siderurgia 4.0 são uma maneira de melhorar as atividades operacionais da indústria, principalmente na intenção de reduzir certos trabalhos manuais por meio da automação de processos.

Por exemplo, com o auxílio de sensores e Inteligência Artificial (IA), é possível fazer a calibragem de temperatura de fornos. Assim, os ajustes são realizados com a temperatura certa para a fundição do aço, assegurando a qualidade dos produtos e maior produtividade.

Aliado a isso, há também a possibilidade de monitorar dados para ajudar na previsão de manutenções. Inegavelmente, é necessário que o seu negócio pense mais de maneira preventiva, em vez de corretiva. Afinal, os custos das manutenções corretivas são bastante altos, além de demandar uma parada na sua linha de produção e provocar queda na produtividade.

Enquanto isso, as manutenções preditivas se mostram como melhor solução, pois antecipam a necessidade de manutenção dos equipamentos, com interrupções programadas previamente, no melhor momento.

Os principais desafios da siderurgia 4.0

Sem dúvidas, a falta de mão de obra especializada é um dos principais desafios da siderurgia 4.0. Entretanto, ao mesmo tempo que é algo desafiador, também é o momento de usá-lo como uma oportunidade de crescimento. Afinal, é possível explorar novas habilidades e conhecimentos dos colaboradores a respeito desse tema.

Além disso, é necessário valorizar seus colaboradores e focar em treinamentos que tornem essas mudanças uma parte da sua cultura organizacional.

Apesar dos custos de implantação de equipamentos com maior nível de sensoriamento, automação e Inteligência Artificial, outro ponto adverso, é necessário superar essas barreiras da indústria 4.0 e focar em áreas críticas.

Neste conteúdo, você aprendeu como utilizar os recursos da siderurgia 4.0 na siderurgia para melhorar o diferencial competitivo da sua marca. Por isso, não deixe de investir nesse conceito em busca de valorizar a saúde do seu negócio.

Gostou deste artigo? Então aproveite para compartilhar nas redes sociais e propagar as novas oportunidades com os profissionais do setor.

Quer receber mais conteúdos como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

ENTRE EM

CONTATO

Translate »
Rolar para cima