4 principais erros na gestão da manutenção para evitar na empresa

gestão da manutenção

A gestão da manutenção é um processo essencial nas plantas industriais, inclusive para as fundições. Então, para que esse processo corra bem é preciso evitar alguns erros, muito comuns.

A parada das máquinas às vezes depende de manutenções corretivas, soluções que dependem de um orçamento maior para os reparos e trocas. Sendo assim, é um tempo de espera que prejudica sua rentabilidade. Por isso, é fundamental ter uma gestão preventiva de manutenção.

Livre-se desse cenário por meio das dicas que disponibilizamos a seguir!

1. Falta de planejamento

De maneira geral, os erros na gestão da manutenção também têm relação com a cultura organizacional da empresa. Atualmente, o setor industrial está em constante mudanças devido às novas tecnologias que surgem e que as marcas tentam se adaptar.

A transformação digital causa um grande impacto e ajuda a trazer mais produtividade e inovação aos ambientes produtivos. Inegavelmente, a tecnologia já faz parte do cotidiano empresarial, mas é necessário fazer com que aconteça uma integração entre homens e máquinas na intenção de otimizar resultados e facilitar processos.

Diante disso, é fundamental focar em um planejamento em relação à gestão de manutenção, procurando agir de maneira preventiva para evitar que as máquinas quebrem ou parem de forma não programada. Deixar que elas trabalhem até seu limite prejudica a siderurgia e fundição, trazendo riscos contra a integridade das equipes e dos equipamentos.

2. Compra de componentes e peças com base apenas em preço

A qualidade precisa estar presente em toda a sua prestação de serviços. Portanto, é fundamental contar com peças de fornecedores que realmente entendam suas necessidades e que possam oferecer o melhor resultado.

Diante disso, procure analisar as avaliações do fornecedor, conheça as características dos componentes, a qualidade dos produtos e serviços, a flexibilidade de negociação e comunicação, além das principais vantagens que ele traz para o crescimento do seu negócio.

3. Falta de treinamento para a equipe

Lembra que falamos da importância de agir de maneira preventiva? Então, esse fator ajuda as equipes a criar uma frequência de análise e vistorias para preservar a vida útil dos equipamentos.

No entanto, é essencial aprender boas práticas para poder conduzir essa atividade com total expertise. Logo, é preciso focar em treinamentos com a equipe responsável e incentivar a qualificação profissional para que os colaboradores enxerguem novas formas de aperfeiçoar o serviço e fazer com que tudo funcione com a mais propícia qualidade.

4. Falta de dados ou histórico de manutenção

A tecnologia pode ser bastante benéfica quando o assunto é gestão de manutenção. Afinal, por meio de softwares é possível reunir um grande número de informações para usá-las de maneira estratégica no seu dia a dia.

Esses softwares organizam informações de uma maneira inteligente, fazendo com que todos esses dados sejam usados a seu favor. Portanto, preste atenção no histórico de manutenções para otimizar resultados e seguir uma frequência saudável de análises. Ele também auxilia no monitoramento dos equipamentos em uso. Ou seja, é um investimento que tem um alto valor agregado!

Neste conteúdo você conheceu alguns dos principais erros na gestão da manutenção que a sua empresa deve evitar agora mesmo. Então, siga as considerações que fizemos anteriormente e obtenha melhores resultados na indústria.

Gostou deste artigo? Permita que mais pessoas se beneficiem dessas informações. Para isso, compartilhe o link nas suas redes sociais.

Quer receber mais conteúdos como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

ENTRE EM

CONTATO

Translate »