Fundição contínua: o que é e principais usos

Fundição Contínua

A padronização de processos permite que as empresas atinjam um nível de qualidade superior e promove a produtividade na planta industrial. Para a produção de peças, há diferentes tipos de fundição, o que resulta em produtos diversos e com demandas específicas. Nisso, a fundição contínua parte da ideia de padronizar para elevar resultados.

A transformação digital de diversos segmentos facilitou essa mudança organizacional de uma maneira estratégica. Afinal, com recursos tecnológicos e padrões de qualidade preestabelecidos, há uma boa integração nos processos, facilitando a evolução e escalando a produção.

Logo, se você deseja ter um padrão de qualidade e contar com um sistema eficaz na fundição, continue conosco e veja quais são as etapas desse processo e onde ocorre sua aplicação.

O que é a fundição contínua?

É um mapeamento de processos que define com exatidão as principais etapas da fundição das peças, em uma única operação. Como o próprio nome diz, é fundamental que o fluxo siga de maneira contínua, sem movimentos oscilatórios e com foco na eliminação de atritos. 

Quais as etapas desse processo?

Primeiramente, começa-se com o vazamento do metal líquido em forno alimentador, na intenção de criar a matéria sólida. Ela será tracionada nos motores quando a casca estiver resistente o suficiente para que o processo de solidificação seja completo. 

Posteriormente, formam-se as barras constituídas em formatos diferentes para serem quebradas conforme o corte que o cliente deseja. Logo, cada etapa precisa de atenção e a execução de todas essas ações deve seguir um padrão que se adéqua a determinadas regras normativas e/ou princípios ESG.

Quais as principais vantagens?

Apesar de resíduos como escória de aciaria serem materiais reaproveitáveis na fabricação de cimentos e vidros negros, os processos de fundição contínua permite a formação de barras que não contam com um grande número de impurezas. Também não há presença de defeito e rechupes em sua formação.

Desse modo, é possível perceber que se trata de uma solução sustentável, que oferece produtos de alta resistência com superfície livre de areia e com maior amortecimento de vibrações, em relação ao aço. Além disso, o ferro fundido pode resultar em formato retangular, circular ou quadrado.

Onde a fundição contínua pode ser aplicada?

Normalmente, a fundição contínua permite a aplicação na melhoria de processos, como a composição de tampas e cabeçotes de cilindro, copos de válvula e demais alternativas de indústria pneumática ou hidráulica.

Além disso, é bastante útil na formação de autopeças, como eixos comandos, capas de mancal e êmbolos de pistão de freio. Por apresentar uma grande versatilidade, a fundição contínua também se faz presente em componentes de vidrarias e demais equipamentos da rotina do setor industrial, como retentores, cones e placas de válvula.

Como você percebeu ao longo deste conteúdo, a fundição contínua resulta na conformidade de produtos diversos, e todo processo segue etapas bem claras e ininterruptas. Portanto, se você deseja focar nesse tipo de operação e melhorar seus resultados internos, não deixe de lado esse investimento e conte com a parceira ideal nessa implantação.

A Usina Siderúrgica Atlas fornece ferro gusa com padrão internacional, garantindo a maior qualidade e prazo. Entre em contato e conheça mais detalhes!

Quer receber mais conteúdos como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

ENTRE EM

CONTATO

Translate »