ferro-gusa-nodular

Ferro gusa nodular: o que é e quais os usos indicados?

O ferro gusa pode ter diferentes composições, o que permite a construção de diversos produtos. Mas o que é o ferro gusa nodular? Qual a sua composição? Trata-se de uma combinação de carbono (grafite) livre na matriz metálica, porém em forma esferoidal.

Para garantir produtos que realmente se alinhem a cada necessidade da indústria, é importante conhecer suas características e indicações de uso. É sobre isso que falaremos a seguir.

Portanto, continue conosco e veja mais detalhes sobre o ferro gusa nodular, as diferenças para o ferro gusa cinzento e a importância de apostar em recursos mais sustentáveis.

As características do ferro gusa nodular

Basicamente, sua composição é uma liga de carbono e silício, com o carbono livre na matriz metálica. Entretanto, as porcentagens de carbono não passam de 2%. Por sua vez, apresenta uma resistência ao desgaste, à tração, ao alongamento e escoamento.

Além disso, dispõe de uma maior ductilidade, conferindo ao material características que o aproximam do aço. Por isso, o ferro gusa nodular está presente na fabricação de coroas, peças para veículos, válvulas hidráulicas, engrenagens, tampas de cilindro, porcas, eixos, cabeçotes e rolos para leito de resfriamento.

Além de elevada usinabilidade, ele apresenta um custo mais alto comparado ao ferro gusa cinzento. O valor é justificável, de modo que ele deve colaborar com um alto desempenho nas aplicações. 

As diferentes composições do ferro gusa cinzento

O ferro gusa cinzento apresenta uma maior dureza e é resistente à compressão e ao desgaste. Conhecido como FoFo, pode levar em sua composição Cromo (C), Silício (Si), Manganês (Mn) e Fósforo (P). Normalmente, está presente em componentes de máquinas.

Esse tipo de ferro tem a característica de receber até 5% de carbono em sua composição. Ou seja, é um material que também carrega os princípios da descarbonização, uma vez que ao propor uma solução com menor intensidade, é possível focar em sustentabilidade na siderúrgica

Afinal, o Brasil já ocupa o nono lugar no ranking de maiores produtores de aço do mundo. Desse modo, é necessário ter um pensamento verde e uma responsabilidade socioambiental.

A descarbonização na indústria

Seja com o uso do ferro gusa nodular ou cinzento, a depender das necessidades das suas demandas, a empresa contribui com o propósito de descarbonização. Mas é preciso alinhar essa matéria-prima a outras alternativas que contribuem com hábitos e princípios sustentáveis na indústria. Por exemplo, o uso de energias renováveis na siderúrgica e fornecedores com responsabilidade social.

Em suma, esse tipo de investimento contribui para mudanças positivas na sua cultura organizacional, principalmente quando a indústria conta com recursos provenientes de fontes renováveis e com a qualidade das certificações ISO. Neste caso, é uma atitude que também impacta a visão do público consumidor.

Logo, é muito importante focar em tais alternativas e se engajar nessa mudança. Certamente, esse é um dos grandes passos para focar na otimização dos seus resultados na indústria.

Neste conteúdo, você aprendeu sobre as características do ferro gusa nodular e cinzento, além da importância da descarbonização. Portanto, pense nessas mudanças como forma de permitir o crescimento exponencial da sua produção. 

Com foco nesse objetivo, conte com a Atlas para a implantação do ferro gusa cinzento e nodular na sua indústria. Entre em contato conosco e saiba mais!

Quer receber mais conteúdos como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

ENTRE EM

CONTATO

Translate »
Rolar para cima